Vila Olímpia (11) 3251-5969
   São Bernardo/ABC (11) 4127-4941
   Morumbi (11) 3726-4229
    Vila Olímpia (11) 98982-3398
    São Bernardo/ABC (11) 98955-1977
    Morumbi (11) 97627-5488

Ligamento Cruzado Posterior (LCP)

 

 

O ligamento cruzado posterior (LCP), se localiza no centro do joelho entre os côndilos femorais e o platô tibial. Tem função de impedir que o joelho se desloque para trás.

 

As lesões do LCP não são tão frequentes como o LCA, pois normalmente estão ligadas a traumas de grande energia, trauma frontal com o joelho estirado ou uma queda com o joelho fletido e em alguns casos de torções complexas.

 

São mais comuns em acidentes motociclísticos e por vezes, automobilísticos. O uso do cinto de segurança diminuiu a incidência deste tipo de lesão. Ainda existem algumas controvérsias ligadas ao LCP. O diagnóstico, a conduta terapêutica, e as técnicas cirúrgicas que podem ser realizadas. O diagnóstico é dificultado, pois normalmente se trata de traumas de alta energia com outras lesões pelo corpo, sendo o joelho deixado para segundo plano. Lesões isoladas do LCP , por vezes não dão clinica evidente.

 

O diagnóstico é feito pela história clinica, exame físico e Ressonância Magnética.

O diagnóstico por imagem (RNM) é dificultado por nem sempre mostrarem com clareza a lesão, sendo confundida com a lesão do LCA. Nos exames de joelhos crônicos fica ainda mais difícil, pois a bainha do LCP muitas vezes simula a presença do LCP.??

 

 

Quanto ao tratamento: conservador ou cirúrgico?

 

Algumas lesões isoladas são assintomáticas, com o individuo vivendo normal sem restrições, inclusive jogando futebol profissional. Outras tem lesões associadas, como o canto póstero lateral, levando a translação posterior e rotação externa, mostrando deformidade desagradável durante a mobilização do joelho.?? O tratamento cirúrgico tem indicação em grande parte dos casos, principalmente os agudos, na tentativa de minimizar os desgastes ocasionado com os anos.


Enxertos podem ser obtidos de diversas fontes. Tendões isquiotibiais na parte posterior da coxa são uma fonte comum de enxertos. Tendão do quadríceps, que vai da rótula na coxa também é usado. Há vantagens e desvantagens de todas as fontes de enxertos. Você deve discutir as opções de enxerto com o seu próprio cirurgião ortopédico para ajudar a determinar o que é melhor para você.

 

As lesões são classificadas em:

  • Grau I: O tratamento é fisioterápico.
  • Grau II: Se não for atleta também pode se tratar com fisioterapia ou reforço muscular. Em se tratando de atleta e desenvolver instabilidade posterior o tratamento é cirúrgico.
  • Grau III: A reconstrução cirúrgica é o tratamento de eleição.

 

CAORT - Unidade Vila Olímpia
 
  (11) 98982-3398
  (11) 3251-5969
  (11) 3253-4190
  (11) 3251-5934
  Rua Alvorada, 48, 7o Andar, Edifício Olímpia Office Center Vila Olímpia, São Paulo, SP CEP 04550-000
CAORT - Unidade Morumbi
 
  (11) 97627-5488 
  (11) 3726-4229 
  (11) 3726-5749
  Rua dos Três Irmãos, 62, sala 1002, 10o Andar, Edifício West Tower Vila Progredior, São Paulo, SP CEP 05615-190
CAORT - Unidade São Bernardo / ABC
 
  (11) 98955-1977
  (11) 4127-4941
  (11) 4127-4993
  (11) 4127-4758
  Rua Frei Gaspar, 941, Sala 202, Edifício Sp 150 Trade Vila Santa Rita de Cassia, São Bernardo do Campo, SP CEP 09720-4400
Home   •   Topo   •   Sitemap
© Todos os direitos reservados.